domingo, 26 de setembro de 2010

Para você que vota em quem está ganhando

Faltando poucos dias para as eleições 2010, aproveito para compartilhar alguns pensamentos e informações a respeito deste acontecimento que deveria ser de extrema importância para cada um de nós.

Não estou aqui para indicar um candidato, muito menos para dizer em quem não votar. Porém, fico incomodada quando vejo pessoas comentando algo como: “Vou votar na Dilma, ela vai ganhar mesmo...” Desculpem, mas isso é ridículo!

O pior é saber que esse pensamento se repete muitas e muitas vezes por aí. Nada especificamente contra a Dilma, mas contra esse modo de pensar.

Ao contrário do que as pesquisas mostram, não existem apenas dois candidatos à presidência da República (Dilma e Serra). A mídia parece subestimar ou "temer" os outros candidatos. Não estou aqui afirmando que o Rui Pimenta ou o Plínio, por exemplo, são melhores que Dilma e Serra, mas... podem ser! Quem vai saber???
A gente não "conhece" os outros candidatos simplesmente porque nos fixamos nas grandes mídias que, consequentemente, só dão maior destaque à Dilma, ao Serra e às vezes à Marina Silva.

Sou contra pesquisas de boca de urna realizadas tão antes ao início da propaganda eleitoral. Acho, sim, que as pesquisas divulgadas nos jornais televisivos e impressos podem influenciar fortemente alguém que não sabe em quem votar e tem medo de “jogar seu voto fora”, quer dizer, medo de votar em alguém que “sabe” que não vai ganhar.

E tem mais, uma conhecida comentou comigo que o fato de votar em alguém que está vencendo as pesquisas – com mais chance de ganhar as eleições – pode ter a ver diretamente com a sensação de sucesso. Como assim? Simples, se eu voto no candidato "A" e ele ganha, sinto-me feliz, satisfeita, recompensada porque votei em um “vencedor”; e, ao contrário, se voto em um candidato que não ganha as eleições, é como se fizesse parte do grupo dos fracassados. E não é que faz sentido?

Contudo, eu digo: não tenha medo de votar em outro candidato que não seja o "preferido" das mídias. Que tal ousar? Pode dar errado? Claro que pode. Mas podemos sempre reverter a situação – somente se quisermos (lembra do caso do ex-presidente Collor?).

Não se deixe levar por pesquisas de opinião divulgadas nas grandes mídias. Vote em quem você acredita, em quem compartilha seus valores e princípios. As ovelhinhas vão onde as outras vão... Somos seres humanos e não ovelhas, certo? Somos dotados de inteligência e livre arbítrio. Faça a SUA escolha e não deixem que escolham por você! Cada um de nós tem o PODER de mudar a história desse país com apenas UM VOTO. Pense, seja consciente e exerça sua cidadania.

Quem mais está concorrendo à Presidência da República, além de Dilma e Serra?
  • Ivan Pinheiro (PCB) --- Advogado, secretário geral do PCB. Foi presidente do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro. Já se candidatou a deputado federal e a vereador. Também já disputou a Prefeitura do Rio de Janeiro. Número de urna: 21
  • José Maria Eymael (PSDC) --- Formado em direito, com especialização na área tributária, e em filosofia pela PUC-RS. Há mais de 30 anos atua como empresário nas áreas marketing e comunicação. Ex-deputado federal, já disputou a Presidência duas vezes. Número de urna: 27
  • Levy Fidélix (PRTB) --- Atuou como apresentador de TV, diretor de criação em agências de publicidade e professor. Foi um dos fundadores do PL e  esteve no PTR. Já disputou eleições para presidente da República, prefeito de SP, governador, vereador e deputado federal. Número de urna: 28
  • Marina Silva (PV) --- Formada em História. Foi vereadora em Rio Branco, deputada estadual e senadora. Atuou no governo Lula como ministra do Meio Ambiente, de 2003 a maio de 2008. Participou da fundação do PT, do qual se desfiliou em 2009. Número de urna: 43
  • Plínio Sampaio (Psol) --- Promotor público aposentado, é mestre em desenvolvimento econômico internacional pela Universidade de Cornell (EUA). Tem atuação junto à Igreja Católica. É presidente da Associação Brasileira de Reforma Agrária. Número de urna: 50
  • Rui Pimenta (PCO) --- Formado em jornalismo, participou da fundação do PT, com atuação em SP e no ABC. Na década de 80, atuou no sindicalismo. Após ajudar a fundar o PCO em 1996, foi candidato a vereador, a deputado federal e a prefeito de São Paulo. Número de urna: 29
  • Zé Maria (PSTU) --- Metalúgico, participou dos movimentos sindicais no ABC na década de 1970. Foi um dos fundadores do PT, do qual saiu nos anos 90. É um dos fundadores e atual presidente nacional do PSTU. Integra a Coordenação Nacional de Lutas (Conlutas). Número de urna:16
  • Dilma Rousseff (PT) --- É natural de Belo Horizonte. Formada em Economia, foi secretária estadual de Minas, Energia e Comunicação no Rio Grande do Sul. No governo Lula, foi ministra de Minas e Energia e depois ministra-chefe da Casa Civil. Número de urna:13
  • José Serra (PSDB) --- Ex-governador de São Paulo, já foi deputado federal, senador e ministro da Saúde e do Planejamento. Tem formação superior em Economia, concluída no Chile, e em Engenharia, pela Universidade de São Paulo. Número de urna: 45

Mas o que faz um presidente?
Se você tem dúvidas sobre as tarefas e funções que cabem ao presidente, leia este arquivo - em pdf - sobre o papel do presidente e do governador, retirado do site do TSE, e assista o vídeo abaixo, também do TSE.


Anular o voto não levará a uma nova eleição
Já recebi diversas vezes e-mails que sugeriam o voto nulo como opção, dizendo que se mais de 50% dos votos fossem nulos, seria permitido fazer uma nova eleição com candidatos diferentes. Cheguei a repassá-los algumas vezes sem questionar. O tempo passou e resolvi investigar essa informação, encontrando a resposta no site do TSE.

Conforme consta no Boletim Informativo da Escola Judiciária Eleitoral do TSE n.15, de 20/09/2010, somente haverá novas eleições quando o número de votos anulados corresponder a mais de 50% dos votos inicialmente válidos.

Isto é, somente nos casos de candidatos inelegíveis ou com registro indeferido; ou no caso de fraude, coação, corrupção eleitoral e abuso de poder econômico ou de autoridade, a Justiça pode decidir por anular os votos válidos dados a tal candidato, indicando que seja feita uma nova eleição.

Conclusão, os votos brancos ou nulos não fazem mais parte dos cálculos eleitorais e não são considerados para efeito de resultado eleitoral. No entanto, é importante frisar que quanto maior o número de votos nulos e brancos, menor  a necessidade de votos válidos para que um candidato seja eleito. Simplificando: quanto mais gente votar em branco ou anular o voto, as chances de um candidato - que você não gosta, inclusive – ganhar quintuplicam!
Então, que tal dificultar a vida desses políticos, exercendo sua cidadania com seu voto?

7 comentários:

  1. Muito interessante todo esse texto!!! Principalmente esse final, onde é esclarecido com mais detalhes a representação dos votos nulos e brancos. Também gostei de saber um pouco mais sobre os outros candidatos à Presidência. Rui Pimenta, se não me engano, também foi algum cargo alto dentro da área profissional dos Correios... tanto é que os carteiros em peso devem votar nele! rs

    Gostei muito do seu blog (agora, somos jornalistas e blogueiros) e vou te adicionar lá no meu!!!

    Grande abraço e continue postando coisas úteis e legais.

    ResponderExcluir
  2. muito interessante a idéia do blog,parabéns Silvia.

    Não sei da onde você retirou a formação do Serra,mas dizem por ai que ele não concluiu a engenharia e aproveitou que em tempos passados não havia muito controle e fez o mestrado em economia fora do pais.

    sds a todos leitores

    ResponderExcluir
  3. Marcel, fiquei feliz por ter sido o primeiro a comentar! ;)
    Que bom que você gostou! Volte sempre!

    Dudu da Naval, as informações sobre os candidatos foram retiradas do site G1, neste link:
    http://g1.globo.com/especiais/eleicoes-2010/noticia/2010/07/conheca-os-candidatos-presidencia-da-republica.html

    ResponderExcluir
  4. Olá Silvia!
    Brilhante seu texto!
    Inclusive, vai muito na direção do meu no cacoBorba's Place, pelo menos no que diz respeito a votar em branco ou nulo e também sobre o outro post que eu recomendo naquele sobre esse assunto, que diz respeito a essa questão do voto nulo anular uma eleição! E como você escreveu, a lei vai em outra direção!
    Você foi em cima da questão em todos os pontos! Parabéns!
    Estou seguindo seu blog e quando quiser, vamos trocar "figurinhas".
    Forte abraço!
    Caco Borba
    http://twitter.com/cacoborba

    ResponderExcluir
  5. Ah! Não se assuste com o Perfil, que tem outros blogs e não o http://cacoborba.blogspot.com
    É que eu tenho essa outra conta Google que uso mais que a com o Caco Borba, por isso aparece Pastor Ricardo! Afinal, esse é o que utilizo mais no exercício do pastorado e mantenho as duas contas no Google ainda!
    Mas sou eu nas duas!
    Paz e Bem!
    Caco Borba

    ResponderExcluir
  6. Sempre quis abordar esse assunto sobre o valor do voto nulo e do voto em branco. É preciso alertar as pessoas... Hoje o voto é um dever, uma obrigação, mas nem por isso devemos cumpri-lo de má vontade, já que cada voto tem uma consequência importantíssima, não é mesmo?

    Caco (ou Ricardo?), trocar "figurinhas", compartilhar ideias e conhecimentos é sempre muito bom. Eu topo!

    Quanto ao seu perfil, sem problemas! Não me assustei, não. :)

    ResponderExcluir
  7. Oi Silvia, sobre os bolinhos... voce também pode usar massa de bolo de caixinha(tipo Dona Benta).... fica muito bom e rende pelo menos 24 bolinhos. A cobertura voce pode fazer daquele jeito que eu já postei aqui:

    http://blogdagullo.blogspot.com/2010/07/receitinha-de-cupcake-para-microondas.html

    é facil, fica muito bom e gostoso.
    Um beijo e inté.

    Marcia Gullo
    www.blogdagullo.blogspot.com

    ResponderExcluir

Não vá embora sem deixar um comentário, né?
A melhor parte é o bate-papo... :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...