sábado, 18 de dezembro de 2010

Cartinha para Papai Noel


Querido Papai Noel,

Minha mãe me contou que aos 3 anos, passeando pelas ruas de São Paulo e vendo um Papai Noel em cada loja, disse: "Mamãe, como é que Papai Noel pode estar em um monte de lugar ao mesmo tempo?". Ela disse que tentou explicar, desconversar, mas preferiu deixar rolar. O legal é que nem por isso fui infeliz na infância.

O senhor deve estar se perguntando: "Se não acredita em mim, por que me escreve?". Pois é o seguinte, agora sou mãe de uma menininha muito sapeca que completou 1 aninho há pouco tempo e quero que ela experimente este encantamento do Natal, de pedir um presente ao Papai Noel, esperá-lo até aqueles olhinhos faceiros não aguentarem mais, prestar atenção a qualquer barulhinho para ver se é o Papai Noel chegando... essas coisas, sabe?


Por isso, aceitei a ideia das minhas amigas do #twitmaes. (...) O que é isso? Ah, é um grupo de mães que se reúnem no Twitter. O que é Twitter? Hã... deixa que outra hora te explico, tá? (...) Continuando... Decidi escrever essa cartinha.

Sabe, Papai Noel, quero muito voltar a sentir essa magia que falei aí em cima e curtir junto com a minha filha cada cartinha que ela escrever para o senhor.

Quero aproveitar para pedir que presenteie a todos com um pouco mais de amor que anda em falta neste mundão de hoje... quem sabe assim as pessoas se respeitem mais, sejam menos violentas e rabugentas, e mais felizes, não é?

Obrigada e Feliz Natal para o senhor também!


* Este post fez parte da "mini blogagem coletiva" da Rede Mulher e Mãe.

Imagens daqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não vá embora sem deixar um comentário, né?
A melhor parte é o bate-papo... :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...