quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Verão e Dengue: tudo a ver!

Desenhado por Marcel Camp

Verão está aí e, com ele, um problema bastante conhecido de muita gente: a dengue. Ok, isso você já sabe, mas porque este mal se prolifera, se não falta informação?

Preguiça, esquecimento ou talvez aquele pensamento de que "coisas ruins" só acontecem com os outros. Assim, quem toma os devidos cuidados pode acabar pagando pelo desleixo e irresponsabilidade de quem não cuida do seu espaço. Não adianta! É questão de consciência.


Só é possível evitar a dengue se pudermos contar com a participação de todos. Então, cuide da sua casa, do seu trabalho e acabe com qualquer possível foco do mosquito. Fale com seus amigos e vizinhos para que eles também façam o mesmo.

E se você perceber algum foco do mosquito da dengue em seu bairro, entre em contato com os órgãos responsáveis da sua cidade, converse com a prefeitura e cobre uma postura eficaz de combate à dengue!

Assista a uns dos vídeos da campanha nacional contra a dengue, do Ministério da Saúde, e confira logo abaixo um apanhado de informações úteis a respeito da dengue. Leiam e divulguem!



Receita de repelente natural
(distribuído pela Secretaria de Saúde à creche municipal onde minha filha está matriculada)
  • 1 litro de álcool
  • 40 gramas de cravo (uns 200 cravos)
Deixe curtir por 4 dias. Depois, coloque 1 vidro de óleo Johnson´s (200 ml) ou óleo da marca Muriel que tem um aroma delicioso. Pessoas carentes também podem buscar nos postos de saúde o óleo mineral puro que é distribuído gratuitamente como laxante. O óleo serve para não ressecar a pele e pode ser usado no lugar do oléo Johnson´s.

Outra receita de repelente natural:
(também distribuída pela creche e, diria, praticamente a mesma coisa)
  • 1/2 litro de álcool
  • 1 pacote de cravo da india (10 gramas)
  • 1 vidro de óleo de bebê 100ml
Deixe o cravo curtindo no álcool durante uns 4 dias, agitando pela manhã e pela tarde; depois, coloque o óleo corporal (amêndoa, camomila, erva-doce, aloe vera) e passe nos braços e nas pernas.

Observações:
  • O cravo espanta formigas da cozinha e dos eletrônicos, espanta as pulgas e os piolhos dos animais.
  • O repelente evita que o mosquito sugue o sangue, não conseguindo maturar os ovos e diminuindo sua proliferação.

Clique na imagem para ampliar

Para as crianças:
Sabemos que geralmente aprendemos melhor quando o aprendizado vem em forma de brincadeira, por isso, o Ministério da Saúde preparou um jogo de dominó que ensina às crianças como combater a dengue brincando. Clique aqui e baixe o jogo em arquivo pdf para imprimir.


O que você pode fazer?
(extraído daqui)
  • Cuide da sua casa e da sua rua. Junte um grupo de amigos, vizinhos, colegas de trabalho, membros da sua igreja, familiares e comece aí mesmo onde você mora, a combater a dengue.
  • Organize mutirões e desenvolva ações de mobilizações na sua comunidade.
  • Converse com todos no bairro, mas principalmente com aqueles vizinhos que possuem casas com jardins com muitas plantas, calhas para escoar água da chuva, reservatórios de água, quintais com entulho.
  • Procure os agentes de saúde para trocar idéias e participar de todas as ações de combate a dengue.

Como se prevenir?
(extraído daqui)
  • Não deixe água acumulada sobre a laje.
  • Manter o saco de lixo bem fechado e fora do alcance dos animais até o recolhimento pelo serviço de limpeza urbana.
  • Manter a caixa d’agua completamente fechada para impedir que vire criadouro do mosquito.
  • Manter bem tampados tonéis e barris d’água.
  • Encher de areia até a borda os pratinhos dos vasos de planta.
  • Lavar semanalmente por dentro, com escova e sabão, os tanques utilizados para armazenar água.
  • Se você não colocou areia e acumulou água no pratinho de planta, lavá-lo com escova, aguá e sabão. Fazer isso uma vez por semana.
  • Remover folhas e galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas.
  • Jogar no lixo todo objeto que possa acumular água, como embalagens usadas, potes, latas, copos, garrafas vazias e etc.
  • Se você tiver vasos de plantas aquáticas, trocar a água e lavar o vaso principalmente por dentro com escova, água e sabão pelo menos uma vez por semana.
  • Colocar o lixo em sacos plásticos e manter a lixeira bem fechada. Não jogue lixo em terrenos baldios.
  • Lavar principalmente por dentro, com escova e sabão, os utensílios usados para guardar água em casa, como jarras, garrafas, potes, baldes, etc.

Há outras informações e uma variedade de material para divulgação da campanha contra a dengue no site do Ministério da Saúde. Se tiver interesse, acesse aqui e saiba mais.

4 comentários:

  1. Olha, parabéns pela iniciativa em nos alertar, pois é uma questão tão séria e às vezes esquecida. Adorei as receitas de repelentes, agora no verão aqui em casa quando anoitece é um verdadeiro inferno de mosquitos, morro de medo da dengue. Valeu mesmo! Bj

    ResponderExcluir
  2. Este alerta é o mínimo que posso fazer como cidadã, como jornalista, como blogueira. Moro em um Estado com alto indíce de Dengue e, agora, com uma filha, a preocupação dobra, triplica! O que não queremos para nós, não queremos para nossos filhos, é claro! E foi essa mesma preocupação que me fez escrever este post para tentar alertar outras pessoas, para lembrar que a Dengue é uma doença grave e que pode matar. Fico feliz em saber que gostou! Repasse a informação. Pode ser muito útil a alguém.
    Beijinhos para vc, Paula!

    ResponderExcluir
  3. Silvia,
    é incrível como ações simples podem alterar completamente a realidade. Receitas caseiras (e alguns cuidados caseiros também!) podem eliminar desde a dengue até a fome - se pensarmos naquelas misturas nutritivas, etc, etc...
    Parabéns pelo post, está super completo.
    Paulo
    www.incubandoideias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Sim, Paulo, há muito que se pode fazer sem precisar recorrer a produtos industrializados. Nossa natureza é rica - pena que estamos a matando aos poucos... mas precisamos manter a esperança e lutar por mudança. Ainda dá tempo! Tenho fé!
    Fiquei muito contente com sua visita!

    ResponderExcluir

Não vá embora sem deixar um comentário, né?
A melhor parte é o bate-papo... :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...