domingo, 16 de dezembro de 2012

Caixinha de Natal: pagar ou não pagar?

Particularmente, não sou muito a favor de caixinha de Natal. Vou explicar o motivo: como trabalhadora, contratada pelo regime CLT, ou seja, "de carteira assinada", tenho direito a um bônus extra: o tão esperado 13° salário.

Se quem pede caixinha tem a carteira assinada, logo, também recebe o 13° salário, como eu. Então, não faz sentido pedir caixinha de Natal, certo? A não ser que queiram um 14° salário!

Mas, porém, contudo, todavia, não vejo problema em dar um agrado se a pessoa fizer algo "além", se oferecer um atendimento caprichado, por exemplo.

Acho que a questão é: não há problema em colaborar com a caixinha de Natal, se você pode, se ficou satisfeito com o atendimento, etc e tal. O ruim é a sensação de "obrigação" que acontece em alguns casos.

(O tal Livro de Ouro é um exemplo disso.)


Charge do site Humortadela

Já para quem é autônomo, a caixinha, ao meu ver, faz sentido. Vou até um pouco além: seria deselegante não colaborar nem que fosse com algumas moedas. Isso, claro, se a pessoa realmente realiza um bom trabalho. Afinal de contas, os profissionais liberais, empreendedores individuais - ou seja lá que nome for - não recebem o 13° salário.

E você, costuma colaborar com a famosa caixinha de Natal?
Será que sou "radical" nesse modo de pensar?
Ou alguém concorda comigo?

13 comentários:

  1. Eu detesto qualquer coisa que eu tenha que fazer por impoição, portanto detesto essas caixinhas.

    ResponderExcluir
  2. Eu concordo com você. O pior são aqueles que dizem que se não receberem caixinha, não realizarão o serviço. Exemplo: Coletores de lixo. Alguns fazem a pirraça de não recolher o lixo em algum dia, meio que para "forçar" as pessoas a darem caixinha. Affão!
    Bjocas
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  3. Eu concordo com você. Eu prefiro colaborar com quem realmente precisa, com projetos sociais sérios que leva um pouco mais de conforto para famílias que nada tem!
    Beijos
    #amigacomenta
    http://www.soumaeeagora.com

    ResponderExcluir
  4. Colaboro com quem acho que merece e pronto! Não me sinto na obrigação de dar para todo mundo.
    Beijos Flávia #amigacomenta
    www.gravidinhasemaezinhas.com
    @gravidemae

    ResponderExcluir
  5. Eu concordo com você.
    Acho bem complicada essa intimidação... tem vezes que nem os 10% no restaurante eu pago...

    beijos
    Lele

    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  6. Oi Silvia, eu concordo com você. Sou contra essa caixinha de Natal. Aqui no prédio os prteiros todos mudaram e poucos trabalharam o ano inteiro, alguns chegaram agora nesse mês. Não tô nem um pouco com vontade de dar a tal caixinha.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  7. Sílvia,
    Quem bom que você trouxe essa tema à tona! O pior que eu acho da caixinha é a exposição! No meu prédio por exemplo tem uma lista com os nomes dos moradores e o valor que cada um contribuiu. Eu sempre quero pagar menos (mas não pouco) e meu marido quer pagar (forçado) igual a maioria ("medo de represália!" rsrs). Eles ganham 13º e não é por ruindade minha, mas as contas a pagar são muitas... Além de que, neste mês sempre ajudo a babá com reforma da casa e outras necessidades extras dela...
    Beijos,

    Jamile
    Mãe para Mães
    www.maeparamaes.com

    ResponderExcluir
  8. Esse ano não me pediram nada. E eu nada dei. Achei ótimo. Se morasse em prédio ia ficar bem p da vida em ser coagida a dar. Se vier coação, aí que não dou mesmo. Dar é uma coisa espontânea, senão vira cobrar.

    ResponderExcluir
  9. Oi Silvia,
    voltando aqui para te responder ao comentário feito no blog. O globo de neve ficou melhor sem a glicerina, só com água e glitter,

    beijos
    Chris
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  10. Só uma observação: o 13º salário não é um bônus, é simplesmente o acerto dos dias trabalhados mas não pagos durante o ano, relacionado ao fato de termos meses que não tem o mesmo número de dias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo, "desconhecido"? Não sabia... mas pesquisando na internet encontrei um tópico no Wikipedia que trata isso como uma falácia baseada num cálculo errado. Para mim fez sentido.

      Excluir

Não vá embora sem deixar um comentário, né?
A melhor parte é o bate-papo... :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...